ESCALAS ENQUANTO EPISTEME

PERSPECTIVA DE ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO E IMPACTOS SOCIAIS AMBIENTAIS

  • Rafael Ademir Oliveira de ANDRADE Centro Universitário São Lucas

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre a escala enquanto episteme de análise conceitual e metodológica do desenvolvimento enquanto práxis histórica e cultural que perpassa os grupos sociais em diferentes esferas e naturezas do poder. Compreendemos que esta perspectiva permite também uma análise sobre os impactos sociais e ambientais que permita relacionar atores locais, regionais, nacionais e internacionais aferindo a complexidade que está na natureza nesses empreendimentos. Nossa metodologia é a revisão bibliográfica narrativa que permite uma análise fluída aos autores que permeiam o tema e temos como autor central o professor Carlos Brandão e a partir das reflexões deste construímos nossa rede de autores analisados. Por fim concluímos que há conexões de análises em escalas em diversos autores e que essa visão sobre os objetos desenvolvimento e impactos requer uma visão multireferencial e interdisciplinar e que as escalas atendem esse requerimento.

Publicado
2018-12-07
Como Citar
ANDRADE, Rafael Ademir Oliveira de. ESCALAS ENQUANTO EPISTEME. Revista Diálogos: Economia e Sociedade, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 1 - 6, dez. 2018. ISSN 2594-4320. Disponível em: <http://dialogos.saolucas.edu.br/index.php/REDIAL/article/view/54>. Acesso em: 20 fev. 2019.